Taking too long? Close loading screen.

Quando você dá sinais de falta de fôlego na carreira que escolheu possivelmente é porque sempre esteve num caminho equivocado, escolhida de forma inconsciente ou quem sabe, até lhe foi imposta.

É o advogado que nunca quis sê-lo, mas como reagir numa família em que todos são advogados?

Ir contra a maré pode significar pagar um alto preço e se tornar a ovelha negra. Ou talvez tenha optado por uma profissão pela influência dos amigos que diziam que essa é a que dá dinheiro e vocação é bobagem. Quando não é o caso de ter feito concurso público em busca da tão sonhada estabilidade, aliás cada vez mais ameaçada com os novos tempos e envelhecimento da sociedade.

Fica difícil ter fôlego assim.

Sustentar as melhores perfomances ao longo da vida é fazer algo parecido com a mezzo-soprano italiana Cecilia Bartoli, atualmente com 52 anos e sequer dá sinais de cansaço. Tente comprar ingressos para sua apresentação em outubro deste ano no Auditorio Nacional Sala Sinfonica em Madri, com capacidade para mais de 2300 pessoas, a um preço médio de R$550,00 e talvez encontre um ou dois lugares ainda disponíveis. Ela quase veio ao Brasil em 1995, mas além de ter adoecido, a agenda estava lotada até o ano seguinte. Em 2009, quando Cecília lançou o CD Sacrificium, um álbum dedicado aos castrati, um mês antes do lançamento, já tinha vendido 500 mil cópias em uma semana.

Castrati é como se chamavam os milhares de jovens, em meados do século XVII, oriundos de famílias pobres, que eram castrados no início da puberdade para impedir a produção de hormônio que desenvolve a laringe, e assim, alcançar os tons mais agudos no canto. Sem castração, raros homens conseguem essa tonalidade, que Cecília Bartoli alcança com maestria e invejável virtuose. Ela atinge três oitavas e meia. Nascida em Roma nunca planejou sua carreira, apenas gostava de música. Sua mãe a ensinou a cantar e tornou-se sua única professora. Deu no que deu. O fôlego ainda não acabou porque conhece sua vocação e gerencia sua carreira.

Faça seu Inventário e conheça mais de si mesmo.